Examens / Partiels Topologie

Examen Topologie | Adhérence – Connexe

Recevez mes meilleurs conseils pour réussir vos études

J'accepte de recevoir des informations par email

privacy Je déteste les spams : je ne donnerai jamais votre email.

Thèmes :

Exercice 1: Espace topologique / Frontière / Fermé / Complémentaire / Voisinage / Intérieur / Partition / Union disjointe / Théorème du passage à la douane / Connexe
Exercice 2: Ouvert / Application continue / Connexe par arcs / Théorème des accroissements finis / Partie connexe / Propriété des valeurs intermédiaires
Exercice 3: Espace métrique / Point fixe / Ensemble compact / Adhérence / Partie bornée / Diamètre

Extrait :

Examen Topologie | Adhérence – Connexe

A utopia e a sátira
Ana Cláudia Romano Ribeiro
Universidade Estadual de CampinasGrupo de Estudos Renascimento e UtopiaU-TOPOS – Centro de Estudos sobre Utopia (Brasil)
Resumo
A utopia como gênero literário se caracteriza por seu vínculo intrínseco com ahistória. Daí resulta a descrição, motivada pela experiência histórica, de uma alteridadesocial, política, econômica e religiosa. Tal descrição, muitos estudiosos têm salientado,é reqüentemente satírica, congurando-se como uma “contrapartida irônica do nossomundo” (Frye, 1973, p. 229). Não desprovida de humor, ela enoca com tom mordaz sua atualidade ideológica, apresentando ao leitor uma sociedade com muitos de seus valores alterados, comumente invertidos ou distorcidos, se comparados à sua sociedade,segundo uma clara intenção crítica. Podemos dizer que a utopia segue o preceitohoraciano de dizer a verdade rindo (
ridentem dicere verum
), anal,
solventur risu tabulae
,o riso triuna sobre as mais impenetráveis barreiras e torna palatáveis as mais amargas verdades (Hendrickson, 1927, p. 54-55). Partindo desta refexão, pretendo apontaralgumas relações entre a utopia e a sátira, visando a uma melhor compreensão destaparticularidade do gênero literário utópico.
Palavras-chave
Utopia, sátira menipéia, sátira romana.
Ana Cláudia Romano Ribeiro

az seu doutorado no Departamento de Teoria Literária do IEL, naUniversidade Estadual de Campinas (UNICAMP), sob a orientação do Pro. Carlos E. O. Berriel,com o apoio da CAPES e da FAPESP. Realizou estágio doutoral de um ano na Universidade deFlorença (Itália). Seu trabalho consiste na tradução para o português da utopia rancesa
A Terra Austral conhecida
(1676), de Gabriel de Foigny, assim como na elaboração de um estudo crítico. Emseu mestrado, realizado na mesma instituição e sob a mesma orientação, traduziu para o portuguêse estudou a obra de inspiração utópica
A Ilha dos Hermaroditas

(1605), atribuída a Artus Thomas.É membro do grupo de pesquisa
Utopia e Renascimento
e do
U-TOPUS – Centro de Estudos sobre Utopia
, coordenados pelo Pro. Carlos E. O. Berriel. Participou da undação da revista
MORUS – Utopia e Renascimento
, que co-edita
.

140
ana cláudia romano ribeiro
MORUS – Utopia e Renascimento, n. 6, 2009
A
utopia como gênero literário se caracteriza por seu vínculo intrínsecocom a história. Daí resulta a descrição, motivada ..

Aperçu :

Téléchargement :

feuille

Recevez mes meilleurs conseils pour réussir vos études

J'accepte de recevoir des informations par email

privacy Je déteste les spams : je ne donnerai jamais votre email.

Laisser un commentaire